Método Schroth de exercícios para escoliose

 

O método Schroth criado por Katharina-Schroth é uma abordagem de exercício conservadora para o tratamento da escoliose, cifose e outras condições da coluna vertebral. É uma técnica fisioterapeutica de exercícios que visam melhorar o componente postural da curva, reduzindo assim a carga assimétrica e diminuindo o poder do ciclo progressivo.

logo método schroth de exercicios para escoliose

INSTITUTO DE ESCOLIOSE DRA PATRICIA ITALO MENTGES - ORGANIZADOR OFICIAL DOS CURSOS SCHROTH ISST 3D BAD SOBERNHEIM NO BRASIL

A história do Método Schroth

A terapia Schroth tem uma longa tradição. 

Foi fundada em 1921 por Katharina Schroth em Meissen, na parte oriental da Alemanha. Em 1961 Katharina e sua filha Christa se mudaram para Bad Sobernheim e em 1983 estabeleceram sua clínica – a “Katharina Schroth Klinik”.

Katharina faleceu em 1985. Christa continuou o trabalho de sua mãe e refinou o tratamento ortopédico-respiratório. Em 1972, Christa publicou um livro sobre os princípios do tratamento da escoliose tridimensional. 

Em 1995, Asklepios comprou a clínica. Hoje Asklepios é um dos principais prestadores de cuidados de saúde na Alemanha. O desenvolvimento do método foi realizado principalmente pelo chefe do departamento de fisioterapia Axel Hennes e Udo Roevenich e comprovado cientificamente pelo ortopedista HR Weiss, o diretor médico e filho de Christa, até 2008 quando ele deixou a clínica e realizou seu programa de tratamento (Best Practise) de acordo com suas próprias idéias e visões. 

Christa se aposentou em 1995 e faleceu em março de 2015.

Método Schroth de exercícios para escoliose

O Método Schroth desenvolveu-se na abordagem conservadora baseada em exercícios mais reconhecida para o tratamento da escoliose. O Asklepios Katharina-Schroth-Klinik oferece um programa intensivo de terapia hospitalar por 3-5 semanas para crianças, adolescentes e pacientes adultos com escoliose. Os PTs da Alemanha passaram a fazer cursos de capacitação desde 1986 e passaram a utilizar o método em seus ambulatórios terapêuticos. Desde então, os pacientes aprendem a lidar com a escoliose de maneira não cirúrgica e, se possível, “sem órtese”.

Hoje, os aparelhos ortopédicos desempenham um papel importante e comprovado no tratamento da escoliose.

Para os terapeutas do ISST, é crucial entender os princípios da órtese e avaliar a qualidade dos conceitos de órtese. Para pacientes com colete, o terapeuta ISST-Schroth deve implementar a estratégia de tratamento com colete na abordagem fisioterapêutica para escoliose.

Portanto, a cooperação com profissionais de saúde no campo da escoliose para fisioterapeutas, ortopedistas, médicos, ortopedistas, cirurgiões ortopédicos deve tornar-se parte ativa da construção de equipes multiprofissionais ou mesmo criar centros específicos para escoliose.

ISST, como o tratamento internacional da escoliose tridimensional de Schroth, baseia-se consequentemente na terapia original de Schroth desenvolvida e praticada nas clínicas Asklepios Katharina Schroth.

Na Alemanha, o método Schroth  se tornou a mais reconhecida abordagem baseada em exercício, para o tratamento conservador da escoliose. A Asklepios Katharina-Schroth-Klinik oferece um programa intensivo de terapia (em regime de internato) principalmente coberto por seguros de saúde alemães por 3-5 semanas para crianças, adolescentes, e também para adultos portadores.

No Brasil foi  necessário fazer uma adaptação das atividades para adequalas à nossa realidade.

Hipercifose e Hiperlordose

O método Schroth de exercícios para escoliose é mais comumente aplicado aos tipos estruturais de escoliose, como a escoliose idiopática e a escoliose degenerativa de adultos. Porém logo no início do seu desenvolvimento, começou abranger alterações posturais da caixa torácica e do tronco, como Hipercifose e Hiperlordose.

Geralmente o Método Schroth de exercícios é aplicado em curvas de escoliose com ângulo Cobb de 15 - 50+ graus.

Em alguns casos, aplicamos o Schroth a curvas menores se outras abordagens de manejo não tiverem sido bem sucedidas.

Método Schroth exercícios para escoliose em  pacientes menores de 10 anos

Como a aprendizagem do método de Schroth requer um certo nível de concentração e compreensão, a consideração desses fatores é importante quando se trabalha com crianças.

O método de Schroth, por esta razão, não é rotineiramente aplicado a crianças com menos de 10 anos de idade, no entanto, exceções são feitas e certamente há informações que podem ser passadas aos pais sobre as estratégias globais para influenciar o alinhamento de uma criança pequena.

A educação do paciente é de extrema importância neste processo e é fornecida continuamente pelos fisioterapeutas do Instituto de Escoliose.

Os pacientes são ensinados sobre a anatomia básica de sua coluna vertebral e postura geral e como sua curva específica de escoliose se apresenta.

Aos pacientes são ensinados a autoconsciência, os princípios para correção e a importância da repetição para alcançar a mudança postural e a força de resistência para mantê-la.

O treinamento inclui as atividades da vida diária, tais como subir escadas, passar da posição sentada para  de pé, caminhar e pegar objetos do chão.

Muitas vezes, um grupo inicial de sessões supervisionadas é recomendado para maximizar a aprendizagem e a adoção bem-sucedida de uma posição corporal melhorada.

Fases da aprendizagem motora

Isto está de acordo com as três fases da aprendizagem motora: Cognitiva (alto nível de consciência necessária), Associativa (muitas repetições para reforçar posturas e movimentos corrigidos) e Autónoma (adoção automática de posturas e hábitos de movimento ideais).

Como a própria gravidade encoraja diretamente a postura escoliótica, é necessária uma força contínua ao longo da vida. Após um programa de tratamento você terá um programa de exercícios, abrangente e especifico para o seu tipo de curva e necessidades, para fazer em casa.

Outras opções de tratamento

O Instituto de Escoliose tem diferentes programas de tratamento incluindo a Abordagem SEAS que é recomendado depende das necessidades individuais.

Rolar para cima